prevenções para o gado (diversos)

Doenças e prevenção

A higiene diária ajuda o animal a não ficar doente.
Existem muitas doenças do gado bovino, embora haja algumas que apenas têm importância em certas regiões (p.ex. a tripanossomíase ou doença do sono) ou sob certas condições específicas. Infelizmente, é praticamente impossível descrever, todas as doenças com os tratamentos recomendáveis. Para a identificação de doenças e o seu tratamento adequado é necessário os conhecimentos e aptidões dum especialista. Se os seus animais não estiverem em boa saúde, dever-se-á pedir assistência veterinária. Mais adiante descrevem-se algumas doenças, pondo ênfase nas medidas de prevenção.

Vacinações

Para o gado leiteiro pode ser relevante aplicar vacinações contra as seguintes doenças:
. Peste bovina. Vacinação obrigatória em muitas partes de África, que pode ser combinada com uma vacinação contra a pleuropneumonia contagiosa dos bovinos (PPCB) uma vez durante toda a vida.
. A septicemia hemorrágica, que predomina nas regiões húmidas. As vacinações contra esta doença são realizadas, muitas das vezes, uma vez por ano e também protegem contra a antraz/carbúnculo e gangrena enfisematosa.
. A febre aftosa (FA), nas regiões onde esta doença é comum. Deve-se repetir a vacinação cada ano.
. A brucelose. Vacinam-se, uma vez, as fêmeas de, aproximadamente, 9 meses de idade.

Diarreia e pneumonia dos vitelos

A diarréia é a maior causa de morte para vitelos jovens durante as primeiras 2 – 3 semanas das suas vidas. Esta doença é fácil de detectar:
Criação de gado leiteiro o estrume é líquido, de cor branca e tem um cheiro muito mau. O vitelo tem um aspecto doente e não bebe adequadamente. Para prevenir a diarreia é muito importante que se dê colostro ao vitelo dentro de 2 horas após o seu nascimento e que se preste atenção à higiene. O uso de baldes limpos para alimentar e uma estabulação limpa são imprescindíveis. Também é importante manter o estábulo com chão limpo, seco, com uma cama ou ter um chão de ripas. O primeiro passo do tratamento é dar água fervida ao vitelo para prevenir a sua desidratação. Acrescentar uma colher de chá de sal de cozinha e duas colheradas de açúcar por litro de água. Quando o vitelo estiver recuperado, começar de novo, gradualmente, a alimentá-lo com leite. Se após um par de dias a diarreia não tiver desaparecido, será necessário um tratamento com antibióticos.
Figura 10: Sinais de saúde e de doença dum vitelo. A: Animal sadio, alerta, com os olhos limpos, pêlo luzidio e as orelhas erguidas.
B: Diarréia – animal com as patas traseiras e cauda sujas, as orelhas descaídas e os olhos cavados. C: Pneumonia – animal com os olhos e a nariz escorrendo, uma respiração difícil, a boca aberta e o pescoço esticado.

Criação de gado leiteiro

A pneumonia é uma causa importante de crescimento deficiente e de morte nos primeiros quatro meses da vida dum vitelo. Os sintomas são: tosse, febre elevada, os olhos aquosos e a nariz escorrendo. Os vitelos são infectados, principalmente, após de atingirem dois meses de idade.
Para prevenção é importante que se alimente o vitelo com colostro, imediatamente depois do nascimento, e que se mantenha uma estabulação limpa, aberta, com boa ventilação e um chão seco. Os vitelos devem ser protegidos contra grandes flutuações de temperatura do ambiente. Pode-se aplicar uma vacinação em vitelos com três meses de idade. Se um vitelo sofrer de pneumonia, o tratamento com um antibiótico de amplo espectro, durante cinco dias no mínimo, dará, geralmente, bons resultados.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s