Dicas para a saúde do bezerro após o nascimento.

Imagem relacionada

O que define o sucesso na criação de bezerros? Bezerros vivos após o parto. Bezerros saudáveis nas primeiras semanas. Bezerros crescendo com vigor e saúde até os oito meses.

O que precisa ser feito para alcançar as metas determinadas acima? A criação de bezerros precisa ser realizada com atenção em todas as etapas e as atividades devem ser realizadas no momento certo. Ou seja, não há segredo na criação de bezerros. Mas é necessário estar atento a cada uma das tarefas que esta atividade exige.

Este artigo traz uma revisão sobre os principais cuidados com os bezerros em aleitamento. As ações estão descritas abaixo em forma de checklist. Neste formato será mais fácil visualizar as ações como um todo, bem como avaliar como estão sendo realizadas as atividades no seu dia-a-dia.

Metas – bezerro recém nascido:

  1. Auxiliar o bezerro na adaptação com seu novo ambiente
  2. Auxiliar o bezerro na manutenção da boa saúde

Ações para a adaptação ao novo ambiente:

  1. A mãe geralmente lambe o bezerro para tentar secá-lo e ajudá-lo na adaptação à temperatura externa. Ajude com toalhas a finalizar a secagem do bezerro.

  2. Caso o bezerro ainda não tenha levantado após 15 a 30 minutos após o parto, ele deverá ser auxiliado. Em estação o metabolismo do bezerro aumenta cerca de quatro vezes.

  3. Ofereça colostro logo após o nascimento. Os bezerros necessitam de muita energia para a adaptação ao mundo fora do útero. O colostro é um alimento muito rico e contém os nutrientes que os bezerros necessitam nesta fase.

Ações para a manutenção da saúde do bezerro:

  1. Mantenha o bezerro longe do esterco de animais adultos. O esterco pode carrear inúmeras doenças para um bezerro recém nascido.
  2. Mantenha os patôgenos longe do cordão umbilical. Utilize uma solução de Tintura de Iodo a 7%. Ao mergulhar o umbigo nesta solução você estará limpando a área externa do cordão umbilical, estará evitando a multiplicação de bactérias fora e dentro da extremidade aberta do umbigo, e ainda, estará contribuindo para acelerar a secagem do cordão umbilical.

  3. Auxilie o bezerro a adquirir a imunidade necessária para esta fase da vida, que é transferida através do colostro. Ofereça colostro de boa qualidade o mais cedo possível para o bezerro, não há forma de substituir os benefícios originados por um bom colostro oferecido logo após o parto.

Alimentando o bezerro:

Como as atividades realizadas nesta fase podem ser avaliadas? Como é possível oferecer aos bezerros condições de crescer e expressar o seu potencial genético?

 Considerando o manejo do colostro, avalie as etapas abaixo realizadas no dia-a-dia no manejo de bezerros e atribua notas ao seu manejo: 1= nunca; 2= raramente; 3= às vezes; 4= freqüentemente; 5= sempre

  1. Todos os utensílios que entram em contato com o colostro são lavados e sanitizados após o uso.
  2. O colostro contaminado com mastite ou sangue é descartado.

  3. A qualidade do colostro (concentração de anticorpos) é avaliada, e o colostro de melhor qualidade é reservado para os bezerros filhos de vacas de primeira cria.

  4. O colostro é oferecido antes de ultrapassar 4 horas após o nascimento.

  5. O colostro é oferecido em quantidades adequadas. Bezerros médios e grandes recebem 4,5 litros nas primeiras seis horas de vida. Bezerros pequenos recebem mais que 2,2 litros nas primeiras seis horas de vida.

  6. Quando há apenas colostro de baixa qualidade (baixa concentração de anticorpos) disponível, é utilizado um suplemento para melhorar a qualidade da concentração de anticorpos no colostro.

  7. Sempre que possível é oferecido colostro fresco, ou invés de colostro congelado.

 Considerando o aleitamento, atribua as notas ao seu manejo: 1= nunca; 2= raramente; 3= às vezes; 4= freqüentemente; 5= sempre

  1. Todos os utensílios que entram em contato com o leite são lavados e sanitizados após o uso.
  2. A limpeza dos utensílios segue as seguintes etapas: a) enxaguar com água à 40 graus. b) esfregar as peças com água clorada à 48 graus. c) enxaguar com detergente ácido, a água deverá estar entre 10 e 37 graus. d) manter os utensílios secos entre os usos.

  3. O sucedâneo do leite é armazenado em local limpo e seco para obter uma adequada diluição em água.

  4. O sucedâneo do leite é diluído em água na temperatura recomendada pelo fabricante, para favorecer a correta distribuição da gordura e evitar a desnaturação das proteínas do produto.

  5. O sucedâneo do leite é oferecido à temperatura de 37 à 40 graus para favorecer a boa utilização do ingrediente pelo sistema digestivo do bezerro.

  6. O sucedâneo do leite é oferecido regularmente nos mesmos horários, de acordo com a rotina utilizada no manejo da fazenda e, de preferência, pelas mesmas pessoas.

  7. Realizar com freqüência a cultura bacteriana do sucedâneo do leite.

 Considerando o manejo da água oferecida aos bezerros, atribua as notas ao manejo: 1= nunca; 2= raramente; 3= às vezes; 4= freqüentemente; 5= sempre

  1. Durante toda a fase de aleitamento os bezerros têm livre acesso à água.
  2. A água oferecida aos bezerros é limpa e de boa qualidade.

  3. O acesso à água não é restringido devido às válvulas com defeito, cochos muito altos para serem alcançados, ou excessiva contaminação dos cochos.

Resultado de imagem para bezerros de leite os cuidados

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s