MANEJO INADEQUADO DO SOLO CAUSA EROSÕES DEVASTADORAS .

A erosão é um processo de deslocamento de terra ou de rochas de uma superfície. A erosão pode ocorrer por ação de fenômenos da natureza ou do ser humano.

Causas naturais 

No que se refere às ações da natureza, podemos citar as chuvas como principal causadora da erosão. Ao atingir o solo, em grande quantidade, provoca deslizamentos, infiltrações e mudanças na consistência do terreno. Desta forma, provoca o deslocamento de terra. O vento e a mudança de temperatura também são causadores importantes da erosão.

Causas humanas

O ser humano pode ser um importante agente provocador das erosões. Ao retirar a cobertura vegetal de um solo, este perde sua consistência, pois a água, que antes era absorvida pelas raízes das árvores e plantas, passa a infiltrar no solo. Esta infiltração pode causar a instabilidade do solo e a erosão.

Conseqüências da erosão:

Os arrastamentos podem encobrir porções de terrenos férteis e sepultá-los com materiais áridos.

Morte da fauna e flora do fundo dos rios e lagos por soterramento.

Turbidez nas águas, dificultando a ação da luz solar na realização da fotossíntese, importante para a purificação e oxigenação das águas.

Arraste de biocidas e adubos até os corpos d’água e causarem, com isso, desequilíbrio na fauna e flora nesses corpos d’água (causando eutroficação por exemplo).

Formas de evitar:

  • Não retirar coberturas vegetais de solos, principalmente de regiões montanhosas; Planejar qualquer tipo de construção (rodovias, prédios, hidrelétricas, túneis, etc) para que não ocorra, no momento ou futuramente, o deslocamento de terra; Monitorar as mudanças que ocorrem no solo; Realizar o reflorestamento de áreas devastadas, principalmente em regiões de encosta.

Recuperação de áreas em declive

Curvas de nível

Adubação verde

  • É um tipo especial de adubação orgânica que consiste em cultivar plantas que depois serão fragmentadas, servindo como cobertura até serem decompostas.

Adubação Química e seus riscos.

Aplicação de adubos

  • Nitrogênio

Em plantio a ser instalado, aplicar o nitrogênio orgânico na cova ou o mineral após o “pega” da muda. Em plantios em formação ou produção deve ser aplicado duas vezes ao ano, nos meses de março e agosto, ou no início e próximo ao fim das chuvas, em cobertura, na projeção da copa ou na entrelinha, fazendo posteriormente uma gradagem superficial para incorporação.

  • Fósforo

Em plantio a ser instalado, aplicar até 200g de superfosfato simples na cova. Havendo recomendação de maior dose, o restante deverá ser aplicado em cobertura, após a “pega” da muda.

Em pomar em formação ou produção, aplicar todo o fósforo em cobertura no mês de março ou início das chuvas, na projeção da copa ou na entrelinha, juntamente com o nitrogênio e/ou potássio.

  • Potássio

Em plantio a ser instalado, aplicar metade da dose recomendada, em cobertura, após a “pega” da muda, e o restante quatro meses após essa aplicação.

Nos pomares em formação ou produção, aplicar metade da dose recomendada, em cobertura, após a “pega” da muda, e o restante quatro meses após essa aplicação.

Nos pomares em formação ou produção, aplicar metade da dose em março e metade em agosto, ou no início e próximo ao fim das chuvas, juntamente com as doses de nitrogênio. Não é aconselhável usar potássio nos três primeiros anos de vida do pomar, quando o seu teor no solo for superior a 20 ppm.

  • Vantagens:

Suprem as deficiências em substâncias vitais à sobrevivência dos vegetais, aumentam a produção, promovem o desenvolvimento da flora microbiana e por consequência melhoraram as condições físicas do solo.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s