Saiba mais sobre as 3 ferramentas administrativas para o sucesso da fazenda de leite

Texto baseado no Trabalho de Formação Técnica: “FERRAMENTAS PARA ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS LEITEIRAS COM ESTUDO NO MUNICÍPIO DE WENCESLAU BRAZ – MG”, dos alunos Lucas Magalhães da Silva e Rafael Vinícius dos Santos, da Academia do Leite/Fundação Roge, orientados pelo professor Bruno Guimarães Salomon em novembro de 2019.

As unidades produtoras de leite (UPL) estão fazendo parte de uma realidade inédita do setor: mudanças na cadeia produtiva e os impactos no cenário da produção leiteira estão definindo quais serão as propriedades capazes de permanecerem na atividade. Neste contexto, uma gestão eficiente é o único caminho a seguir.

Indícios apontam que produtores que sabem onde querem chegar, que contam com assistência técnica empenhada e que prezam por resultados efetivos permanecerão no mercado, independente do tamanho e do sistema da fazenda.

O cliente também mudou e hoje está mais exigente em relação à origem e comprometimento sócio-ambiental do produto que consome. Empresas atentas à essas exigências também aumentam suas chances de sucesso.

Tipos de empresas produtoras de leite no Brasil

1. Familiares: Segundo Dalcin (2009), são propriedades com baixa exploração de terras, baixo capital investido, geralmente com mão-de-obra familiar.

2. Capitalistas: Segundo Schiffer (1997), são propriedades com alto capital investido, grande exploração de terras e trabalhadores assalariados.

Principais áreas de administração na fazenda

Independente do tipo de empresa produtora de leite, a administração é a gestão, a direção que acompanha e define estratégias. Nas fazendas de leite, existem duas principais áreas administrativas:

  • Índices zootécnicos: dados produtivos, quantitativos e qualitativos transformados em números que permitem a avaliação e tomada de decisão
  • Contabilidade: dados que ilustram a situação financeira da fazenda
Ferramentas de gestão

A gestão rural tem por objetivo fazer com que todos os recursos utilizados no processo venham a ser mais efetivos e duradouros. Isso pode ser alcançado através de ferramentas administrativas que ajudam a visualizar, analisar e resolver problemas, podendo contribuir com a redução de gastos e aumento dos resultados positivos.

No estudo realizado pelos alunos da Academia do Leite, Lucas Magalhães e Rafael Santos, considerando a gestão eficiente como grande desafio atual das propriedades leiteiras, três ferramentas administrativas foram apresentadas como grande apoio na gestão diária de fazendas:

1- SIPOC

Fonte: Oliveira, 2018

A ferramenta SIPOC é para o mapeamento do sistema da fazenda. São analisados os fornecedores, os materiais e outros recursos utilizados, as etapas do processo, os produtos ou serviços resultantes e os clientes. Entender todo o processo e conhecer a fundo todos os envolvidos colabora com a eficiência e gestão estratégica.

2- 5S

Fonte: ARTSOFT Sistemas

 

Ferramenta para colocar “ordem na casa”, cuidando da organização, limpeza, manutenção da ordem e cuidados gerais. Geralmente é uma das primeiras ferramentas aplicadas para o processo de transformação e melhoria.

3. SWOT

Fonte: Ignicaodigital, 2019

Ferramenta estratégica que avalia fatores externos e internos que interferem na propriedade. A partir desta análise, o gestor pode avaliar a realidade da empresa e definir ações.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star